Até a data é sugestiva. Afinal, é quarta-feira, dia tradicional de partidas da tabela Série A. O que já serve como indício de onde Inter e América-MG estarão em 2018 – a menos que ocorra uma queda de produção neste final de Série B. Apesar de não ser uma final, o jogo tem conotação decisiva por valer a liderança da competição. Com campanhas idênticas e embalados pelo bom momento, gaúchos e mineiros entram em campo às 19h30, no Beira-Rio.

Após 25 rodadas, ambos somam 48 pontos. O Colorado leva vantagem em razão do número de vitórias (14 a 13). Ainda abriu a rodada com o melhor ataque (39 gols), oito vitórias e apenas uma derrota nas últimas nove rodadas. O Coelho não fica muito atrás. É o dono da melhor defesa (16 gols sofridos) e não conhece derrota no returno, com dois triunfos e três igualdades.

Para sair do Beira-Rio com os três pontos, o Inter espera fazer valer a força em casa. A direção espera um público de pelo menos 35 mil pessoas. Se o estado do gramado é uma incógnita em razão dos shows recentes (Bon Jovi e The Who), as apresentações como mandante dão alento. São seis vitórias consecutivas em seus domínios.

Em campo, Guto Ferreira contará com o retorno de D’Alessandro. O capitão ficou fora do triunfo por 1 a 0 sobre o Náutico por cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Além do meia, o técnico aposta em Leandro Damião. O centroavante tem correspondido às expectativas e soma cinco gols nos oito jogos de sua segunda passagem pelo clube no enem 2018.
No América-MG, apesar de Messias ter sido liberado do departamento médico, Lima continua como o parceiro de zaga do capitão Rafael Lima. Edno assumiu a vaga no ataque, no lugar de Hugo Almeida, por opção do treinador. Ernandes, que estava lesionado, também voltou à equipe, no lugar de Zé Ricardo. As únicas baixas no time são Bill, suspenso, e Giovanni, que se recupera de um estiramento na coxa esquerda.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *